Conteúdo

Por Márcio Barros, em CONTOS

Definitivamente

02 de Outubro de 2018 às 03:33

Definitivamente

Sentado num banco de madeira, observava o fluxo dos automóveis que se arrastava sobre a avenida Frei Serafim, ao entardecer. O céu alaranjado parecia verter em calor tudo ao redor. Sentiu as têmporas latejarem e o peito comprimir. Levantou-se e caminhou em direção à igreja São Benedito.

Leia mais

Por Márcio Barros, em CONTOS

A garota sardenta

30 de Maio de 2018 às 16:45

A garota sardenta

Ela chegou sozinha. Sentou junto a uma mesa no fundo do bar. Pediu um chope ao garçom amarelo que passava. Enquanto esperava o pedido, mexia o cabelo, distraída, mirando o vidro espelhado da janela.

Leia mais

Por Raul Lopes, em CONTOS

Tales, o sabotador

25 de Maio de 2018 às 20:35

Tales, o sabotador

Triste, ma non tropo. Alegre, ma non tropo. Lúcido, sempre. Assim Tales empurrava a vida. Dentro de um espiral, no centro, as coisas não giram, tudo é estático. É um local confortável. Ao seu redor, uma espessa parede giratória que o impede de fugir. Tales estava parado, preso no meio daquele redemoinho, até o dia em que resolveu sair.

Leia mais

Por Wilson Araújo, em CONTOS

O VELHO SOLDADO

12 de Abril de 2018 às 13:12

O VELHO SOLDADO

Ele era um cantor de guerra. Ninguém sabia ao certo exatamente o que isso significava, mas era o que dizia a todos quando lhe perguntavam. Ou mesmo que não perguntassem, enquanto bebia e cantava pra todos ouvirem.

Leia mais

Por Márcio Barros, em CONTOS

Partida

16 de Fevereiro de 2018 às 17:38

Partida

Atravessava o longo pátio caminhando um passo lento e decidido. As solas, duras como cascos, mal sentiam os pequenos seixos brancos pontudos que se pregavam nelas...

Leia mais

Por Márcio Barros, em CONTOS

Jardim das Oliveiras

25 de Outubro de 2017 às 16:13

Jardim das Oliveiras

Hoje faço 70 anos. Fora a artrose que me corrói as articulações e o embotamento da vista, vou bem. Nunca tive grandes...

Leia mais

Por Raul Lopes, em CONTOS

Apneia

07 de Setembro de 2017 às 16:28

Apneia

De novo. Havia dito que aquela seria a última vez, mas sabe como é, perdi a autonomia, não existe mais o querer ou não querer...

Leia mais