Conteúdo

Por Raul Lopes, em CINEMA

A arte de perfil

18 de Novembro de 2017 às 18:02

A arte de perfil

Esse post não possui como finalidade resumir o atual cinema sul-coreano, pretensão que seria no mínimo desastrosa, intento apenas um pequeno relato...

Leia mais

Por Leandro Maciel, em CINEMA

Mãe (EUA, 2017)

06 de Outubro de 2017 às 16:39

Mãe (EUA, 2017)

Uma lata existe para conter algo, Mas quando o poeta diz: “Lata” Pode estar querendo dizer o incontívelUma meta existe...

Leia mais

Por Leonel Veloso, em CINEMA

A Trilogia do Apartamento: O Inquilino (França, 1976)

25 de Janeiro de 2017 às 03:33

A Trilogia do Apartamento: O Inquilino (França, 1976)

Em uma folha em branco, de aparentes contornos precisos, pode-se sempre começar algo novo. Algo este que nos permita um simples rascunho ou que seja um ad eternum em tom de mensagem. Algo tal e qual uma gravura ou, quem sabe, que nos remeta a um discreto desenho. Esse novo é desconhecido, misterioso; por vezes, fugaz, aterrorizante. O que está por vir é sempre uma indagação a se explanar. É como entrar em um apartamento vazio, este de contornos nem tão precisos, e iniciar um novo ciclo ou, por

Leia mais

Por Diego de Montalvão, em CINEMA

ELLE ( França, Alemanha, Bélgica, 2016)

19 de Outubro de 2016 às 03:00

ELLE ( França, Alemanha, Bélgica, 2016)

Don't you Think it's pretty strange?All got something to hide.Cry Baby, Cage the ElephantDentre as muitas características peculiares do ser humano, sonhar talvez seja a mais curiosa de todas. Pobre é o espírito do homem que não sonha, dizem. Torcemos para que o futuro, ou a modernidade, traga ares mais salutares. Em âmbito individual, talvez sonhar nos dê conforto, mas se transpormos esta ideia para o plano coletivo, nos deparamos com um cruel paradoxo. Os novos tempos têm trazido mais angústia

Leia mais

Por Márcio Barros, em CINEMA

Os últimos dias no deserto (USA, 2016)

13 de Outubro de 2016 às 02:40

Os últimos dias no deserto (USA, 2016)

"Cheio do Espírito Santo voltou Jesus do Jordão, e foi guiado pelo Espírito no deserto. durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo. Nada comeu nesses dias; mas passados eles, teve fome.." Lucas 4,1-2.O trecho acima, um dos mais célebres do novo testamento, narra a peregrinação de Jesus pelo deserto antes de iniciar sua missão e as tentações sofridas ao longo da jornada. Carregada de simbolismo, a cena representa o confronto de Cristo com seus próprios medos, angústias e fraquezas em busca

Leia mais

Por Leonel Veloso, em CINEMA

A Trilogia do Apartamento (parte I): Repulsa ao Sexo (Reino Unido, 1965)

29 de Setembro de 2016 às 03:31

A Trilogia do Apartamento (parte I): Repulsa ao Sexo (Reino Unido, 1965)

Carol Ledoux é uma bela e atraente mulher. De aparência jovial e cuidada, é muito pacata, vivendo seu cotidiano ora em casa ora em seu trabalho diário. Divide um apartamento e alguns gastos com sua irmã, sustentando-se como manicure em um salão de beleza da mais exigente nobreza. Demonstra a passagem de seus dias de maneira terna e tranquila, às vezes desatenta e dissociada. Talvez por isso chame tanta atenção por onde passa; embora, reciprocamente, tal qualidade não seja por si notada.Ela

Leia mais

Por Leandro Lages, em CINEMA

Aquarius (Brasil, 2016)

21 de Setembro de 2016 às 02:13

Aquarius (Brasil, 2016)

No fim da década de 1980 uma obra se destacou em um mercado até então afeito ao entretenimento lúdico das revistas em quadrinhos: O Edifício, de Will Eisner.A obra chamava a atenção por enfrentar uma perspectiva diferente, instigando o leitor a refletir a respeito de problemas inéditos na vida urbana.Eisner questionava a evolução urbana e as relações sociais confessando sentir uma grande perturbação com a demolição de prédios por acreditar que, de alguma forma, eles possuíam almas.Para ele, as

Leia mais

Por Wilson Araújo, em CINEMA

A Terra e a Sombra (Colômbia, 2015)

16 de Setembro de 2016 às 12:09

A Terra e a Sombra (Colômbia, 2015)

O homem idoso caminha solitário pela estrada de terra, ladeada pela plantação de cana, quase sem acostamento. Caminha vagarosa e resignadamente. O caminhão passa por ele, obrigando-o a entrar na plantação e respirar a poeira que sobe. Resignadamente.O cenário é tão típico e conhecido que parece uma cena cotidiana. O homem volta pra casa depois abandonar tudo em busca de uma vida melhor. O filho está doente, não pode respirar a poeira numa casa no meio do nada, nem a fuligem, numa terra de

Leia mais